CURRÍCULO DE DUARTE SIMÕES

Nome:  Duarte Nuno Simões

Idiomas: Português, Inglês, Espanhol e Francês

Email: duarte.simoes@vintageobras.pt

Telemóvel: +351 917 882 513

Telefone: +351 308 800 304

Membro efetivo da Ordem dos Engenheiros: 24914

Diploma Duarte Simoes

Diretor de Produção na VINTAGE OBRAS – DNGP

Fevereiro/2016 – Presente

 

Desenvolvimento de obras de Remodelação, Recuperação de Edifícios e Construção de Moradias garantindo que todas as obra são executadas com qualidade, segurança e respeitando o meio ambinete.

 

Principais tarefas:

  • Aconselhamento a Clientes
  • Orçamentação
  • Direção de Obras
  • Gestão de pessoal
  • Contratação de Subempreiteiros, Materiais e Equipamentos
  • Assistência Técnica
  • Relação com Donos de Obra e Fiscalização
  • Previsão e Controlo de Faturação e Custos das obras

Diretor de Produção na CITY OBRAS

Outubro/2014 – Fevereiro/2016 (1 ano e 4 meses)

 

Desenvolvimento de obras de remodelação geral, pintura de fachada, recuperação geral de edificio e construção de moradias.

Todo o trabalho de orçamentação, gestão e controlo de obra:
Previsão de facturação e custos, contratação de subempreiteiros, equipamentos e materiais, relação com dono de obra e fiscalização permanente, assistência técnica, execução de orçamentos de novos trabalhos, garantir que a obra se executa com qualidade, segurança e respeitando o ambiente.

Diretor de Produção no GRUPO IMOCOM

Junho/2000 – Setembro/2014 (14 anos e 4 meses)

 

Desde Junho do ano de 2000, Quadro do “GRUPO IMOCOM” na empresa “IMOCOM – Sociedade de Construção S.A.” exercendo as funções de Diretor de Obra, Coordenador e posteriormente de Diretor de Produção, sendo responsável pela execução de todos os empreendimentos e obras do grupo.

Posteriormente, em Setembro de 2007, convidado para exercer as funções de Diretor Imobiliário (Project Manager), inicia e desenvolve novas áreas de negócio no Grupo IMOCOM – “Departamento de Grandes Projectos” com a missão de criar, incrementar e acompanhar projetos diferenciados com dimensão relevante e de carácter inovador. A dinamização destas novas áreas de negócio no universo do Grupo IMOCOM decorre em simultâneo com os vários projetos imobiliários (gestão técnica e económico-financeira dos projetos / gestão da qualidade e segurança / licenciamentos camarários e de atividade / apoio à exploração comercial / selecção e coordenação de projetistas, fiscalização e consultores / gestão de condomínios, …).

 

A – Projectos Desenvolvidos:

 

Conrad Algarve, Palácio da Quinta” – segmento prime da cadeia americana “Hilton, Hotels & Resorts”
Setembro/2011 – …

Quinta do Lago – Almancil, Algarve – Portugal
Dono de Obra – Imocom Palácio Valverde – Gestão e Investimentos Turísticos, S.A.
Área de Construção – 53.600m2 / área de intervenção – 6,20 ha
Valor do empreendimento €147.350.000,00 / Valor da Obra – 74.988.000,00 € (Preços de 2007)

Coordenação da componente imobiliária do “Conrad Algarve, Palácio da Quinta”, em parceria com a “Hilton, Hotels & Resorts”. Empreendimento turístico hoteleiro de luxo equiparado a seis estrelas, é o primeiro resort “CONRAD” no continente europeu, possui 160 quartos, Spa + fitness center, 2 villas e 80 apartamentos num total 620 camas num lote com 62.000m2.

Empreendimento com uma conceção arquitetónica de cariz contemporâneo com influências nos conceitos arquitectónicos apalaçados, numa reinterpretação morfológica de cariz clássica, adaptada a elementos e soluções construtivas contemporâneas, com a introdução de forma selectiva de pormenores e elementos
arquitectónicos e construtivos que se assumem como locais e de influência mediterrânica.

O empreendimento foi recentemente galardoado numa cerimónia realizada em Nova Deli na Índia em Dezembro de 2012, com o “Óscar” do turismo mundial “Os World Travel Awards” como “Melhor Novo Resort do Mundo”.

 

Edifício Mythos

Julho/2010 – Março/2012

Parque das Nações, Lisboa – Portugal
Dono de Obra – Imovisão Sul, Gestão e Investimentos Imobiliários S.A.
Área de Construção – 15.300 m2
Valor da Obra – 25.150.000€ (Preços de 2010)

Coordenação da componente Imobiliária e de Construção do “Edifício Mythos” sito no centro do Parque das Nações em Lisboa.
Edifício de serviços (escritórios e comércio) na zona prime do Parque das Nações frente à Gare do Oriente e C.C. Vasco da Gama com cerca de 15.300m2. Constituído por 7 pisos acima do solo inclui 22 fracções de escritório nos pisos superiores, à excepção do piso térreo para comércio e restauração (comercializadas a clientes como a Nespresso, H3 e Chateau D’Áx entre outros) e 3 caves para estacionamento (207 lugares) público e privado.
Edifício projetado pelo atelier ARX, com uma linguagem arquitectónica contemporânea e altamente inovadora, o edifício Mythos aposta em tecnologias de última geração, em particular nos sistemas energéticos, de abastecimento de água e de gestão de resíduos, sistemas que promovem a diminuição dos consumos, a reciclagem e a valorização de recursos.
O desenvolvimento algo orgânico e irregular do edifício permite que cada fracção tenha características peculiares, em termos de espaço, iluminação, incluindo no seu interior espelhos de água e/ou jardins.

 

Estudos de Análise e Revisão de Projectos

Jun/2009 – Nov/2011

Responsável pelos estudos e análise de valor dos projetos do Grupo Imocom em sede de “Análise e Revisão de Projecto” com vista a promover a sustentabilidade e racionalidade económico-financeira dos projetos em função da alteração das condições de mercado. Analise dos investimentos e propostas soluções técnicas, económicas e financeiras alternativas de modo a integrar novos conceitos de construtibilidade e análise de valor concorrenciais para o sucesso dos ativos imobiliários.

Projectos analisados e intervencionados:

Conrad Algarve, Palácio da Quinta” (Cadeia “Hilton, Hotels & Resorts”) – Quinta do Lago – Algarve;
Hotel Vale d’Algares, Wine Resort & Spa” – Cartaxo;
Edifício Mythos” – Parque das Nações, Lisboa;
Hilton Garden Inn, Porto” – Porto.

 

Coordenação de Propostas para Concursos Públicos Nacionais e Internacionais
Centro de Convenções do Convento de S. Francisco em Coimbra

Abril/2010 – Julho/2010

Coimbra – Portugal
Dono de Obra – Câmara Municipal de Coimbra
Área de Construção – 14.500 m2
Valor da Proposta – €33.263.810 (Preços de 2010)

Elaboração de proposta para o Concurso Público Internacional para a construção do “Centro de Convenções do Convento de S. Francisco em Coimbra”, integrando um Auditório com capacidade para 1500 pessoas, Silo automóvel e reabilitação do convento de S. Francisco, incluindo a construção de restaurante no fecho do claustro sul de acordo com o projecto do Arq. João Luís Carrilho da Graça;

 

Concurso Público Internacional para a construção, manutenção e conservação do Campus da Justiça de Aveiro

Set/2009 – Mar/2010

Aveiro – Portugal
Dono de Obra – Instituto de Gestão Financeira e de Infra-Estruturas da Justiça, I.P.
Área de Construção – 16.100 m2
Valor da Proposta – €17.006.000,00 (Preços de 2010)

Elaboração da proposta para o “Concurso Público internacional para a construção, manutenção e conservação do Campus da Justiça de Aveiro”. Coordenação do processo de candidatura na vertente técnica e económica de acordo com o modelo de financiamento baseado na “oferta pública de arrendamento”
(whole-life costing). A proposta contemplou todos os encargos de construção, manutenção e conservação do empreendimento por um período contratual de arrendamento de 25 anos.
Foi elaborado um projecto com 4 pisos acima solo e 2 pisos em cave num total de 16.100m2 de área bruta de construção para o Tribunal, Instituto de Registos e Notariado e Direcção Geral de Reinserção Social do baixo Vouga em parceria com o Arquitecto Fernando Rui Correia do atelier portuense Loftspace, correspondente a um investimento global de €17.006.000,00;

 

Concurso Público internacional para a concepção, construção e exploração da Cidadela de Cascais
Ago/2009 – Dez/2009

Cascais – Portugal
Dono de Obra – Fortaleza de Cascais, E.M.
Área de Construção – 14.100 m2
Valor da Proposta – 25.150.000€ (Preços de 2010)

Elaboração da candidatura e da proposta técnica e económica para o “Concurso Público Internacional para a concepção, construção e exploração da Cidadela de Cascais” em parceria com o Arq. João Luís Carrilho da Graça. Projecto com uma área de construção de 14.000m2 com hotel de cinco estrelas, zona comercial, restaurantes e espaços para eventos diversos, integrados nas alas existentes a reabilitar e construção nova, por um período de concessão de 50 anos;

 

Projeto Estruturante no Sudoeste Alentejano
Herdade das Alcarias

Ago/2007 – Jul/2010

S. Teotónio, Odemira – Portugal
Dono de Obra – Imocom ZDM – Gestão e Investimentos Imobiliários, Turísticos e Agrícolas, S.A.
Área de intervenção – 883,00 ha / Área de construção – 187.570 m2
Valor do empreendimento – €268.600.000,00 (Preços de 2010)

Responsável pelo desenvolvimento do Projeto “Herdade das Alcarias”. Projeto estruturante de muito grande dimensão, e com elevado interesse regional e nacional para criar um novo destino turístico no litoral alentejano (São Teotónio – Odemira).
Com uma área de intervenção de cerca de 883 hectares, foi desenvolvido o Masterplan com a colaboração do atelier “Bruno Soares Arquitectos”, bem como como de partners internacionais WATG e Broadway Malyan, para o estudo, projeto e materialização do conceito definido sobre a área da Herdade.

Estudo Prévio da componente imobiliário turístico para 11 Aldeamentos (881 unid. alojamento) + construção de 2 Hoteis e Campo de Golf com 36 buracos.
Estudos e desenvolvimentos das seguintes áreas de negócio relativas às actividade associados ao projecto:

• Estudo Prévio das Infra-Estruturas da Herdade;
• Imobiliário turístico (2754 camas);
• Hotelaria (520 camas) e Restauração;
• Produção Agro-Alimentar (Vinha, Olival, Pomar e Hortícolas);
• Produção Florestal (Montado de sobro);
• Produção Animal (Cavalos, Vacas, Cabra autóctone e Abelhas);
• Produção de uma linha de Produtos Cosméticos;
• Animação turística (Centro Equestre, Campo de Golfe, Jardim Botânico, SPA, Clube de Ténis + Clube Náutico e Campo de Férias).

Estabelecimento de parcerias públicas e privadas com entidades nacionais e europeias para instalação de um Centro de I&D com laboratórios para servir preferencialmente de suporte às actividades de produção de cosméticos, vinicultura, olivicultura e outras produções agrícolas da herdade;
Coordenação do processo de candidatura PIN da “Herdade das Alcarias” na AICEP entre Janeiro e Abril 2008;
Coordenação do processo de candidatura ao QREN da “Herdade das Alcarias” para o projecto industrial da “Linha de Produtos Cosméticos” em parceria com a L’Occitane en Provence;
Coordenação do “Pedido de Informação Prévia” e de licenciamento da “Herdade das Alcarias” na Câmara Municipal de Odemira a na CCDR Alentejo entre Março 2008 e Junho de 2010.

 

B – Director de Produção da “Imocom – Sociedade de Construção S.A.” a partir de Outubro 2002 com a coordenação dos empreendimentos descritos por ordem cronológica (apresentados os mais relevantes) a partir dos mais recentes

Out/2002 – Ago/2007

 

Monte Santo Resort

Jun/2005 – Ago/2007

Carvoeiro, Algarve – Portugal
Dono de Obra – Ecovillage, Investimentos Turísticos, S.A.
Área de Construção -18.350m2 – 59 moradias + 79 apartamentos / Área de intervenção – 8,20 ha
Valor da Obra – €21.325.000,00 (Preços de 2005)

Construção do Empreendimento Turístico de cinco estrelas “Monte Santo Resort” no Carvoeiro, concelho de Lagoa, projecto do Arquitecto inglês David Sinclair. A obra compreendeu uma área bruta de construção de 18.350m2 com uma componente habitacional de 138 unidades de alojamento, sendo 59 moradias unifamiliares em 5 bandas geminadas com tipologias T2 e T3 e 7 edifícios com 2 pisos com 79 apartamentos T1, T2 e T3 totalmente equipados.
O empreendimento inclui um Clube House com receção, restaurante, cozinha, bar, sala de estar, sala de jogos e minimercado, bem como um SPA “Express” com uma área de 550m2 com piscina interior aquecida, health club, ginásio, sauna e banho turco.
O lote tem uma área total de 82 mil metros quadrados completamente tratado com vegetação do tipo mediterrânico que inclui 1 piscina de grandes dimensões, 4 piscinas de apoio às moradias unifamiliares, diversos cursos de água em canais, área polidesportiva, parque infantil e circuito de manutenção.

 

Hilton, As Cascatas Golf Resort & Spa

Jan/2005 – Jul/2007

Vilamoura, Algarve – Portugal
Dono de Obra: Mourastock – Investimentos Turísticos e Hoteleiros, S.A.
Área de Construção – 51.890m2
Valor da Obra – €39.530.000,00 (Preços de 2005)

Construção do empreendimento “Hilton Vilamoura, As Cascatas Golf Resort & Spa”, unidade hoteleira de luxo de 5 estrelas edificada num lote de 5ha, localizada na zona norte de Vilamoura junto aos campos de golfe, concelho de Loulé. O resort projectado pelo gabinete do arquitecto inglês John Seiferd é composto pelo Hotel com uma área total de 37.916m2 acima do solo integrando 135 quartos, 69 unidades apartamentos T1, 3 restaurantes e cozinhas, 2 bares, simulador de golfe, centro de fitness e sala de jogos e 13.970m2 abaixo do solo para salas de reunião e conferências com capacidade para 470 pessoas, zonas técnicas e
estacionamento.
Edificação do maior Spa (“7SPA”) da península ibérica com uma área de 2.800 m2, composto por duas piscinas, hammams, hidro massagem, sauna, zonas para tratamentos privativos e área relaxante – o jardim ZEN.
Associado à unidade hoteleira existe um conjunto de 69 apartamentos turísticos de tipologias T2 e T3 , com acabamentos e instalações técnicas de elevada qualidade, os quais dispõem das funcionalidades e serviços do hotel. O conjunto tem uma área de 17.500m2 de construção, com 4 pisos acima do solo para habitação e zona de recepção e, no piso -1, estacionamento e zonas técnicas.
O resort dispõe de uma paisagem luxuriante com diversas ofertas de lazer, 6 piscinas exteriores (1 coberta e aquecida), incluindo 2 campos de ténis, e clube infantil “Ilha do Paraíso” com uma casa na árvore, campo relvado, o pátio Blue Lagoon para recepções e banquetes entre outras funcionalidades.
O hotel foi distinguido com 2 prémios – Portugal Leading Hotel no World Travel Awards e o Best Luxury Hotel pela Business e Destination Magazine.

 

Empreendimento Vale D’Algares – Adega, Zona de Estágio e Salão de Eventos

Jan/2005 – Ago/2007

Vila Chã de Ourique, Cartaxo – Portugal
Dono de Obra – Quatro Âncoras, Investimentos Turísticos e Agrícolas, Lda.
Área de Construção –12.000 m2
Valor da Obra – € 5.414.000 (Preços de 2004)

Construção do “Empreendimento Vale D’Algares”, adega, zona de estágio, salão de eventos/bar, escritórios e arranjos exteriores, projecto impar de Enoturismo e Turismo Equestre inovador em Portugal localizado em Vila Chã de Ourique, concelho do Cartaxo. Composto pela reabilitação das alas existentes de uma antiga adega, integralmente reabilitada e reconvertida numa moderna adega com cerca de 1200m2 para produção de vinhos de excelência com zona de armazenamento, engarrafamento e estágio em cave, sala VIP, com uma área total de 3.500m2 executada com uma solução mista de cortina de estacas e micro-estacas, e cobertura ao nível do solo com tecto de grandes vãos abobadados de “betão à vista”.
A obra incluiu o fornecimento e montagem de todo o equipamento enológico de apoio à produção vínica tais como balseiros, cubas, depósitos, esmagadores, tapetes, equipamento de frio, câmaras frigorificas entre outros.
Reabilitação de alas existentes e construção nova no mesmo empreendimento do “Salão de Eventos e Bar” com zonas técnicas de apoio com capacidade para 500 pessoas, com uma área total de 1650m2.

 

Páteo dos Escritores

Nov/2004 – Fev/2006

Faro – Portugal
Dono de Obra – PNI – Perspectiva de Negócios Imobiliários, S.A.
Área de Construção – 3.060m2
Valor da Obra – €1.758.544,00 (Preços de 2004)

Edifício de habitação “Páteo dos Escritores” com 21 fogos localizado no quarteirão delimitado pela Rua Eça de Queiroz e Camilo Castelo Branco no centro da cidade de Faro com uma área de construção de 3.060m2 no valor de €1.758.544,00.

 

Hotel XAGUATE

Dez/2003 – Abr/2005

S. Filipe, Ilha do Fogo – Cabo Verde
Dono de Obra – P.N.I., Perspectiva de Negócios Imobiliários, S.A.
Área de Construção – 3.850m2
Valor da Obra – €1.950.000,00 (Preços de 2004)

Experiência internacional com a Coordenação e Direcção do empreendimento “Xaguate” que consistiu na reconversão integral da unidade hoteleira turística de charme “Hotel Xaguate” ampliada para 40 quartos na cidade de S. Filipe, Ilha do Fogo em Cabo Verde. Construção da Nova Ala de 20 quartos, cozinha, restaurantes e áreas técnicas, e remodelação integral das zonas comuns e de todos os quartos existentes, incluído arranjos exteriores e piscina atlântica de grandes dimensões com água salgada.

 

Edifício Degradé

Abr/2003 – Ago/2005

Cartaxo – Portugal
Dono de Obra – Imocom, Sociedade de Construção, S.A.
Área de Construção – 3.955m2
Valor da Obra – €1.954.244,00 (Preços de 2004)

“Edifício Degradé” constituído por 22 apartamentos para habitação e comércio inserido na urbanização da “Quinta das Correias” no Cartaxo no valor de 1.954.244,00 €;

 

Quinta das Trigosas

Abr/2004 – …

Santarém – Portugal
Dono de Obra – Imovisão Sul, Gestão e Investimentos Imobiliários, S.A.
Área de Construção – 109.080m2 / Área de Intervenção – 33,52 ha
Valor da Obra – € 8.930.500,00 (Preços de 2003)

Construção da Urbanização “Quinta das Trigosas” em Santarém com infra-estruturas para 369 lotes para um total de 327 fogos de habitação unifamiliar para vivendas em banda e geminadas, e 270 fogos de habitação coletiva em edifícios de 4 pisos numa propriedade com cerca de 33,52ha.
Efetuadas as obras de construção dos lotes das fases 1 e 2, do Parque Urbano incluindo o lago, do Edifício de Comercio e Serviços e da ETAR de apoio à urbanização no valor global de 8.930.500,00 €. A obra foi dividida em 3 fases estando concluídas as fases 1 e 2 e iniciada a fase 3;

 

Herdade Vale d’Algares

Out/2004 – Dez/2005

Vila Chã de Ourique, Cartaxo – Portugal
Dono de Obra – Quatro Âncoras, Investimentos Turísticos e Agrícolas, Lda.
Área de Construção – 99,7 ha
Valor da Obra – €2.650.000,00 (Preços de 2004)

Conjunto de actividades múltiplas na “Herdade Vale d’Algares” constituído por unidades físicas diferenciadas tais como armazéns, adega, ginásio, SPA, lago, infra-estruturas e arranjos paisagísticos numa área total de intervenção de 99,7 hectares em Vila Chã de Ourique, concelho do Cartaxo.
Trabalhos diversos em actividades ligadas à prática de diferentes modalidades/disciplinas equestres (salto de obstáculos, ensino, dressage, concurso completo de equitação, equitação de trabalho, atrelagem, equitação adaptada) e da coudelaria Vale d’Algares dedicada à criação, compra e venda de cavalos puro-sangue lusitano e cavalos de desporto num total de 2.650.000,00€;

 

Terraços do Pinhal

Out/2002 – Abr/2004

Vilamoura, Algarve – Portugal
Dono de Obra – Domusmoura, Sociedade de Construções, Lda.
Área de Construção -5.100m2 / Área de intervenção 1,23 ha
Valor da Obra – €1.758.000,00 (Preços de 2002)

Complexo Turístico do tipo “Condomínio fechado” designado por “Terraços do Pinhal” para Domusmoura – Sociedade de Construções, Lda, constituído por 36 apartamentos destinadas a habitação com estacionamento em cave e arranjos exteriores no lote com 12.300m2 em Vilamoura, concelho de Loulé;

 

Blu Market

Jul/2003 – Set/2003

Santarém – Portugal
Dono de Obra – Imocom, Distribuição Alimentar S.A.
Área de Construção – 1.630m2
Valor da Obra – €1.758.544,00 (Preços de 2003)

Hipermercado actualmente com a marca “Pingo Doce” no Centro Comercial “W Shopping” em Santarém com 1.630m2 de área comercial (Cliente Imocom – Distribuição Alimentar, S.A.);

 

Edificios Bela Vista

Jul/2002 – Dez/2003

Setúbal – Portugal
Dono de Obra – Imocom, Sociedade de Construção, S.A.
Área de Construção – 2.980m2
Valor da Obra – €1.272.000,00 (Preços de 2002)

Edifícios “Bela Vista”, conjunto de 2 edifícios com 32 apartamentos para habitação em Setúbal em parceria com o IGHAPE no valor de 1.272.000,00€;

 

C – Empreendimentos construídos com responsabilidade directa pela Direcção de Obra:

 

Neopark

Ago/2001 – Fev/2003

Carnaxide, Oeiras – Portugal
Dono de Obra – Imovisão III, Gestão e Investimentos Imobiliários S.A.
Área de Construção – 21.100m2
Valor da Obra – €10.477.000,00 (Preços de 2003)

“Empreendimento Neopark” destinado a serviços num lote em condomínio fechado sito em Carnaxide, concelho de Oeiras para o cliente Imovisão III – Gestão e Investimentos Imobiliários, S.A..

Obra constituída por um conjunto de 2 edifícios de 5 pisos com 28.700m2 de área de construção composto por 11.250m2 para escritórios, 9.600m2 de estacionamento em cave e 4.500m2 de arranjos exteriores no valor de €10.477.000,00;

 

W Office – Alvalade

Mar/2003 – Dez/2003

Praça de Alvalade, Lisboa – Portugal
Dono de Obra – Imovisão Sul, Gestão e Investimentos Imobiliários, S.A.
Área de Construção – 4.400m2
Valor da Obra – €1.850.000,00 (Preços de 2003)

Remodelação Integral do “Edifício de escritórios “W Office – Alvalade” de 10 pisos (4.400m2) na Praça de Alvalade em Lisboa;

 

Edifício Gago Coutinho

Nov/2003 – Mar/2004

Av. Gago Coutinho, Lisboa – Portugal
Dono de Obra – Imovisão Sul, Gestão e Investimentos Imobiliários, S.A.
Área de Construção – 3.100m2
Valor da Obra – €450.000,00 (Preços de 2003)

Remodelação parcial do Edifício de escritórios “Gago Coutinho” com 3.100m2 na Rua Conde Ficalho em Lisboa;

 

Edifício Infante

Jun/2000 – Out/2001

Av. D. João II, Lote 1.16.05 – Parque das Nações, Lisboa – Portugal
Dono de Obra – P.N.I., Perspectiva de Negócios Imobiliários, S.A.
Área de Construção – 24.830m2
Valor da Obra – €11.883.000,00 (Preços de 2000)

Construção do “Edifício Infante” com projeto do arquitecto Saraiva da Costa, foi o primeiro edifício de escritórios do Parque das Nações em Lisboa com 24.830m2 de área de construção, constituído por 6 pisos abaixo do solo para estacionamento publico e privado com recurso a contenção por paredes moldadas e 15 pisos acima do solo para comércio e serviços, no valor de 11.883.000,00€. Edifício peculiar revestido com uma fachada inovadora constituída por painéis de grandes dimensões de betão prefabricado e previamente forrados com pedra lioz rosa a partir de fábrica.
O “Edifício Infante” foi galardoado com o “Óscar Imobiliário – Prémio para Melhor Edifício de Escritórios 2002” – atribuído pela “Revista Imobiliária”.

Diretor de Obra e Diretor de Produção na CONSTRUTORA ABRANTINA S.A.

Janeiro/1991 – Junho/2000 (9 anos e 6 meses)

 

Empresa construtora de referência no mercado português e internacional com forte protagonismo na construção de edifícios, bem como na área das Obras Públicas, nomeadamente nas infra-estruturas rodoviárias e ferroviárias.

 

A – Coordenador de Direcção de Obras a partir de Out. 1998 com grupo de 4 directores de obra

Out/1998 – Jun/2000

Relação de Obras Executadas:

Construção da Estação de Tratamento de Aguas Residuais (E.T.A.R.) de Portalegre e respectivos emissários, no valor de €4.970.000,00.

Construção da Estação de Tratamento de Aguas (E.T.A.) de Portalegre, no valor de €2.350.000,00 junto à Barragem da Apartadura.

Fev/2000 – Jun/2000

Construção do Museu de Tapeçarias de Portalegre (Museu Guy Fino) para a Câmara Municipal de Portalegre no valor de €3.750.000,00.

Nov/1999 – Jun/2000

Remodelação integral de ala do Piso 1 do Edifício da Portugal Telecom (PT) no “Fórum Picoas” em Lisboa no valor de €730.000,00 em períodos de turno contínuos de 24H.

Mar/2000 – Mai/2000

Direcção e Coordenação do Empreendimento para “A. Santo, Empreendimentos Imobiliários” – Construção de 21 edifícios de habitação e comércio no total de 189 fogos inseridos no “Programa Especial de Realojamento” (A. Santo PER) no concelho de Cascais (Abóbada, Matarraque, Qta. dos
Gafanhotos e Parede) no valor de €5.615.000,00.

Out/1998 – Fev/2000

 

B – Director de Obra na mesma empresa a partir de Junho de 1992:

 

Construção de 275 Fogos + Arranjos Exteriores no Pragal, Monte da Caparica – Almada para a Imopragal (Projecto IGAPHE –IRHU – Habitação a custos controlados ) no valor de €11.500.000,00.
Empreendimento com 13 edifícios de habitação com 3 frentes distintas de obra com uma área de construção de 60.150m2 (central de betão em obra) e 14.500m2 de arranjos exteriores.

Mar/1997 – Out/1998

Construção/Reabilitação do “Edifício Av. da Republica, 23” do Arq. Miguel Nogueira Júnior (Prémio Valmor de 1913) na Av. da Republica em Lisboa, com projeto do Arq. Frederico Valsassina – actuais instalações do Banco Central de Investimentos – no valor de €4.030.000,00 com construção de 2 novos pisos de estacionamento sob o edifício existente com recurso a paredes moldadas e estrutura metálica com apreciável complexidade técnica, reabilitação integral de todo o interior do edifício e recuperação de paredes e tectos de estuque ornamental e de toda a carpintaria em casquinha. Incluída a execução de nova cobertura com soletos de ardósia e zincos.

Mar/1996 – Jun/1997

Construção do Complexo Turístico em condomínio fechado “Marina à Vista” para a Balealtur – 30 apartamentos e arranjos exteriores na Praia da Rocha, Portimão – no valor de €2.100.000,00.

Out/1994 – Dez/1995

Construção do Edifício Sede da Caixa de Credito A. Mútuo em S. Bartolomeu de Messines no valor de €1.650.000,00.

Fev/1995 – Mar/1996

Construção de 3 Pavilhões Polidesportivos para o INDESP (Instituto Nacional de Desporto) na Beira Alta no valor de €1.200.000,00;

• Carregal do Sal (Julho de 1994 a Outubro de 1994);
• Paranhos da Beira (Julho de 1994 a Outubro de 1994);
• Vila Nova de Tázem (Agosto de 1994 a Outubro de 1994);

Construção do “Centro de Informática e Auditório da U.B.I.” – Universidade da Beira Interior na cidade da Covilhã – Empreitada de acabamentos no valor de €2.100.000,00.

Set/1993 – Ago/1994

Construção do Consulado/Embaixada de Inglaterra (“Edifício S. Bernardo, 33”) composto por Construção nova, Reconstrução e Reabilitação de estrutura do Edifício na Rua de São Bernardo Nº33 (à Lapa) em Lisboa, no valor de €760.000,00 – Demolições, Contenção e Estrutura de Betão Armado.

Mai/1993 – Dez/1993

Construção de Edifício (Edifício Joan Miró) para habitação e comércio com 10 pisos (3 abaixo do solo e 7 acima da cota da soleira) na Rua Cardeal Mercier (junto à Praça de Espanha) em Lisboa no valor de €2.100.000,00.

Fev/1992 – Ago/1993

Construção de 7 agências bancárias “Nova Rede” para o Banco Comercial Português no valor global de €1.950.000,00 em,

BCP – Setúbal (Junho de 1992 a Agosto de 1992);
BCP – Cacem (Julho de 1992 a Setembro de 1992);
BCP – Damaia (Julho de 1992 a Setembro de 1992);
BCP – Almada (Setembro de 1992 a Novembro de 1992);
BCP – Lisboa, Fonte Nova – Benfica (Julho de 1993 a Julho de 1993);
BCP – Caldas da Rainha (Agosto de 1994 a Agosto de 1994);
BCP – Lisboa, Av. M. Bombarda (Março de 1998 a Maio de 1998).

 

C – Adjunto de Director de Obra, na Construtora Abrantina S.A.

Jan/1991 – Jun/1992

Empreendimento das Chetainhas, protocolada com o INH – Obra de 162 fogos para habitação e comércio, incluindo infra-estruturas no valor de €4.250.000,00 na Aldeia do Juzo, concelho de Cascais.

Jan/1991 – Jun/1992

Mestrado em Construção

Instituto Superior Técnico – Universidade Técnica de Lisboa

2000 a 2002

 

Licenciatura em Engenharia Civil

Instituto Superior Técnico – Universidade Técnica de Lisboa

1985 a 1990

FORMAÇÃO EXTRACURRICULAR

 

Participação em Workshops, Seminários, Conferencias e Sessões Técnicas, de entre os quais se destacam:

Participação no 1º Fórum Estratégico para “O conhecimento na base da Competitividade e Internacionalização da Construção Portuguesa” realizada em Nov. 2011 no auditório do Centro de Congressos do Laboratório Nacional de Engenharia Civil em Lisboa;

Participação no 1º Ciclo de Conferencias – Geotecnia e Reabilitação – “A Tecnologia na Construção” realizada em Nov. 2011 no auditório do Centro de Congressos do Laboratório Nacional de Engenharia Civil em Lisboa;

Participação na Acção de Formação “Princípios Bioclimáticos na Arquitectura”, promovida pela IROKO – Global Trainning, realizada em Ago. 2009 na sede do Grupo Imocom em Lisboa;

Participação na Acção de Formação “Princípios Bioclimáticos na Arquitectura”, promovida pela IROKO – Global Trainning, realizada em Ago. 2009 na sede do Grupo Imocom em Lisboa;

Participação na Acção de Formação “Liderança e Gestão de Conflitos”, promovida pela Ordem dos Arquitectos realizada em Jul. 2008 na sede Nacional da Ordem dos Arquitectos em Lisboa;

Frequência do Curso de assessores para a “Certificação Ambiental da Construção Sustentável – Sistema LiderA” – promovido pelo FUNDEC – Instituto Superior Técnico em Abril 2008 sob coordenação do Prof. Manuel Duarte Pinheiro;

Frequência do V Seminário “Arquitectura de Terra em Portugal” realizado na Universidade de Aveiro em Outubro 2007;

Patrono de 5 licenciados em Engenharia Civil, para efeito de elaboração de “Relatórios de Estágio” para a Ordem dos Engenheiros no âmbito da actividade profissional desenvolvida;

Frequência do curso “Gerir Equipas de Trabalho – A chave de desempenho dos Directores”, ministrado por “Paradoxo Humano” em Lisboa (2006);

Convidado pelo Instituto Superior Técnico (I.S.T.) para leccionar aulas extraordinárias na licenciatura e mestrado acerca de experiências profissionais relativas a projectos realizados (ano 1998, 2002 e 2004);

Frequência do curso “Reabilitação de Estruturas de Edifícios”, ministrado pelo L.N.E.C. em Lisboa (2004);

Frequência do curso “Construção Prefabricada”, ministrado pelo L.N.E.C. em Lisboa (2003);

Frequência do curso “Conservação de Monumentos e Reabilitação de Imóveis de Prestígio ”, ministrado pelo L.N.E.C. /BEL em Lisboa (2003);

Formação em Técnicas de Reabilitação de Edifícios e Inspecção e Avaliação Estrutural de Edifícios e Pontes – Curso de Mestrado em Construção da Universidade Técnica de Lisboa;

Formação em métodos de Avaliação Económica, Matemática Financeira e Gestão e Avaliação Imobiliária – Curso de Mestrado em Construção da Universidade Técnica de Lisboa;

Realização de vários trabalhos relativos a Recepções Provisórias e Definitivas de obras em Prazo de Garantia;

Curso de “Desenvolvimento de Directores de Grupo e Directores de Obra”, ministrado no Cenfic (1997);

Frequência dos seguintes Cursos ministrados no Cenfic (1993 a 1996):

“Patologias Tipo na Construção de Edifícios”;
“Microsoft Project 4.0”;
“Segurança no Trabalho no Sector da Construção C. e Obras Publicas”;
“Regime Jurídico de empreitadas na Construção C. e Obras Publicas”.

Atividade independente de Fiscalização e Coordenação de diversas obras particulares em concelhos a norte do distrito de Lisboa de 1990 a 1995;

Realização de Projectos e Cálculos de Estabilidade em regime de Profissão Liberal para o gabinete de estudos “Projectivende” e “GeoEstudos” entre Fevereiro de 1992 e Outubro de 1995;

Actividades de colaboração na Direcção de Infra-estruturas Navais (D.I.N.), com participação em projectos e obras para a Marinha de Guerra Portuguesa, (1991/1992);

Curso de “Limitação de Avarias” ministrado no “Grupo 2 de Escolas da Armada” no Alfeite em 1991;

“Curso de Novas tecnologias na Construção de Edifícios” promovido pela Associação do Desenvolvimento do I.S.T. (1990);

Frequência do “Curso de Modernas Tecnologias de Administração de Empresas” no I.S.T. (1990);

“Curso de Direcção e Fiscalização de Obras” promovido pelo LNETI (1988);

 

APTIDÕES E COMPETÊNCIAS PESSOAIS

 

Primeira Língua: Português (nativo)

Outras Línguas: Inglês

Compreensão escrita: Médio
Expressão escrita: Médio
Expressão oral: Médio

Outras Línguas: Francês

Compreensão escrita: Bom
Expressão escrita: Médio
Expressão oral: Médio

Outras Línguas: Espanhol

Compreensão escrita: Bom
Expressão escrita: Médio
Expressão oral: Médio

Aptidões e competências informáticas na otica do utilizador, e conhecimentos adquiridos na actividade profissional:

Domínio da ferramenta Microsoft Office (Word, Excel, PowerPoint, Autocad, MS Project, Windows);
Domínio da ferramenta em ambiente Mac;
Domínio do desenho rigoroso pelo processo tradicional.

 

APTIDÕES E COMPETÊNCIAS SOCIAIS

 

Aptidões e competências de organização

Capacidade de liderança pela distribuição de funções, disposição para apoio e responsabilização para objectivos a atingir;
Integração fácil em equipas de trabalho e interiorização das funções a desempenhar;
Facilidade de coaching de novos elementos;
Felicitação aos colaboradores quando os objectivos são alcançados e responsabilização na inversa medida.

 

OUTROS DADOS

 

Membro efetivo da Ordem dos Engenheiros com o Nº 24914;

Carta de Condução de veículos ligeiros (categorias A e B) – D.G.V. 1984;

Carta para Comando de embarcações náuticas com a graduação de “Patrão de Alto Mar”;

Prática de actividades desportivas (natação, atletismo) e gosto por actividades náuticas, matemática, música, teatro, tecnologia e inovação.