Como escolher uma empresa de construção

Uma obra representa um investimento considerável pelo que é muito importante escolher a empresa de construção certa.

Um atraso na obra normalmente corresponde a mais custos, especialmente se se estiver a pagar uma renda de outro imóvel, ou se for um espaço comercial que precisa abrir o mais rapidamente possível.

Por outro lado, se se escolher uma empresa que depois não corresponda e que venha a ter de ser substituída, em 99% dos casos, o custo da obra aumentará. Não é a mesma coisa orçamentar inteira que orçamentar uma obra a meio.

E ainda há o risco que os trabalhos sejam mal executados. Os materiais aplicados têm um custo considerável. Imagine se são mal aplicados?!

Cuidado ao contratar a empresa mais barata. Provavelmente tem uma margem muito pequena e pode não ter condições para terminar a obra!

 

É por isso que o mais importante é contratar uma empresa idónea que lhe dê mais garantias de concluir a obra com sucesso.

Como escolher uma empresa de construção idónea?

 

1)     Portefólio

Procure empresas que lhe mostrem os trabalhos que executaram e que costumem fazer trabalhos semelhantes ao que pretende executar.

 

2)     Testemunhos de antigos Clientes

Procure ter o feedback de antigos clientes de forma a poder aferir se os trabalhos foram executados com qualidade e dentro dos prazos previstos.

Procure saber se a comunicação fluiu de forma normal e se, no caso de terem havido trabalhos adicionais, a empresa se manteve integra, honesta e transparente sem se ter aproveitado da situação para aumentar valores unitários de trabalhos adicionais.

 

3)     Antiguidade da empresa

As obras são empreitadas complexas, com materiais e trabalhos diversos que dependem uns dos outros. Se um determinado trabalho se atrasar provavelmente irá implicar com os prazos e organização de outros trabalhos.

É por isso que é importante trabalhar com uma empresa idónea, que mesmo que algo corra mal seja responsável por todos os trabalhos.

Empresas que existam há muitos anos são empresas que deram a volta por cima em situações adversas.

 

4)     A empresa está licenciada no IMPIC

O IMPIC – Instituto dos Mercados Públicos do Imobiliário e da Constrtução, isto é, o instituto que regulamenta a construção.

Todas as empresas que operam no mercado têm de ter ou Certificado de Empreiteiro ou Alvará de Construção emitido por este Instituição. Estas certificações são relativamente fáceis de obter e têm um custo baixo pelo que nenhuma empresa tem “desculpa” para não as ter.

Quando isso acontece é porque provavelmente a empresa não cumpre os requisitos básicos exigidos como, por exemplo, não ter dívidas às Autoridade Tributária ou à Segurança Social.

 

5)     A empresa deve comprovar ter estes documentos

– Seguro de acidentes de trabalhos (não trabalhe com uma empresa que não tenha este seguro, pois em caso de um acidente, não existindo seguro, o Dono de Obra, isto é, o Cliente também é legalmente responsabilizado).

– Seguro de responsabilidade Civil (não trabalhe com uma empresa que não tenha este seguro. No caso de haver algum acidente que prejudique um vizinho este será o seguro a acionar).

– Comprovativo de não dívida à Autoridade Tributária ou à Segurança Social (este comprovativo é fácil de obter. Obtem-se até online. Imagine o risco de fazer uma obra com uma empresa que já tem dívidas!).

 

6)     O orçamento está bem feito e descreve todos os trabalhos?

O orçamento deve ser claro, transparente e com tudo discriminado.

Não é um bom sinal quando a empresa construtora não entrega um orçamento bem feito.

Como comparar os orçamentos de diferentes empresas?

A maneira mais correta de comparar orçamentos diferentes é que todos os orçamentos considerem exatamente os mesmos trabalhos e materiais.

O ideal seria que todas as empresas respondessem ao mesmo Mapa de Trabalhos (Mapa de Trabalhos é um Caderno de encargos simplificado).

Caso cada empresa entregue o seu Mapa de quantidades tenha cuidado para não “comparar alhos com bugalhos”.

É natural que no decorrer do processo de orçamentação as suas ideias se vão construindo e vá definindo melhor a obra que pretende.

Não hesite em pedir um último orçamento com tudo discriminado à(s) empresa(s) escolhida(s) com todas as ideias finais.

 

Como faço para conseguir um bom preço para a obra?

Melhor do que procurar a empresa mais barata, com todos os riscos inerentes, o mais importante é que o valor da obra seja o justo valor de mercado e que a obra fique muito bem definida.

O orçamento deve ser transparente, com todos os trabalhos muito bem explicados.

Tenha atenção que uma empresa pode parecer mais barata por não lhe orçamentar determinado trabalho essencial que venha a ter de ser executado e que, no decorrer da obra, lhe apresente custos adicionais.

 

Não se meta num pesadelo contratando a empresa errada, pensando que irá poupar 10% do valor da obra!